Notícias
Clipping – Gazeta de Taubaté - Sessão Extra: Lei que disciplina casamento comunitário é sancionada
Casamento comunitário Entrou em vigência no último dia 19 a lei que disciplina o casamento comunitário em Taubaté. Aprovado pela Câmara em novembro, o texto do vereador Dentinho (PV) foi sancionado por Ortiz Junior (PSDB).

Custos O objetivo dessa lei, segundo justificou o vereador do PV na proposta, é “propiciar a oficialização do matrimônio para aquelas pessoas que são impedidas de fazê-la em função dos custos envolvidos”.

Cerimônia Esse evento será realizado anualmente, preferencialmente na primeira semana de agosto, para casais que residam em Taubaté há no mínimo dois anos e tenham renda conjunta máxima de dois salários mínimos — atualmente, R$ 1.900.

Evento ecumênico De acordo com a lei, o casamento comunitário contará com cerimônia ecumênica, sendo facultativa a participação, e registro civil dos casais, gratuito para as pessoas cuja pobreza for declarada.

Agosto Vermelho A partir de 2019, agosto será um mês dedicado à doação de sangue em Taubaté. O prefeito sancionou a lei de autoria da Comissão de Legislação Participativa da Câmara, que criou a proposta por sugestão de alunos da Escola Jardim das Nações.

Fonte: Gazeta de Taubaté

NOTA DE RESPONSABILIDADE:
As notícias aqui veiculadas visam unicamente transmitir informações oriundas das fontes indicadas. A Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Rio Grande do Sul (ARPEN-RS) se exime e não assume qualquer responsabilidade pelo teor do conteúdo publicado, posto que as publicações explanadas não representam necessariamente o posicionamento da diretoria desta Associação. Os assuntos ora veiculados, são de responsabilidade única e exclusiva de quem os subscrevem.
Espaço do Associado
Entrar


ARPEN-RS - Rua Cel. Genuíno, 421 - Sala 302 - 3º andar - Centro Histórico - 90010-350 - Porto Alegre - RS - Telefone e Fax: (51) 3225-6428 - arpenrs@arpenrs.com.br