Notícias
CNJ - Aplicativo do CNJ em Números dá acesso a processos do órgão
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) coloca à disposição da sociedade o aplicativo “CNJ em Números”, uma ferramenta tecnológica inédita de acompanhamento processual, com informações em tempo real sobre o acervo e a movimentação dos processos que tramitam no órgão.

O aplicativo foi apresentado em 27 de agosto durante o lançamento do primeiro número do relatório “CNJ em Números”, publicação que passa a prestar informações sobre as estatísticas processuais, recursos humanos e despesas do órgão com periodicidade anual.

A diferença entre os dois lançamentos é que o relatório “CNJ em Números” apresenta as informações do Conselho referentes ao período que vai de 2007 a 2017, num amplo balanço dos dados do órgão no período de 11 anos, enquanto o aplicativo torna disponível aos usuários os dados integrais e com atualização diária, incluindo os processos que passaram a tramitar ao longo de 2018.

Funcionalidades
O aplicativo “CNJ em Números” está disponível para download na “AppStore” no “Google Play” e na web por meio do portal cnj.jus.br/cnj-em-numeros.
Ao baixar e acessar a ferramenta tecnológica, o usuário tem acesso, por meio do ícone “Estatísticas”, à lista de processos do órgão de controle do Poder Judiciário, sendo possível visualizar a movimentação processual de cada um dos 14 membros do CNJ, incluindo indicadores individuais de desempenho, taxa de congestionamento e índice de atendimento à demanda.

Essa visualização pode ser feita de duas maneiras: no formato de lista ou no formato de rede. No formato de lista, estão disponíveis informações sobre a quantidade de processos no acervo atual do órgão, de processos recebidos durante o ano e de processos que foram baixados. Também é possível separar os processos pendentes entre os que já tiveram decisão terminativa e aqueles ainda sem decisão.

O ícone “Estatísticas” também permite verificar a produtividade de cada membro do Conselho e conhecer o tipo de decisões, se monocrática ou colegiada, e se o julgamento foi terminativo ou em caráter liminar.

Outra possibilidade de navegação é por meio do gráfico em rede, com informações subdivididas por classe: controle na atuação administrativa e financeira do Poder Judiciário e o CNJ na atividade correicional. Nas duas formas tem-se acesso à lista dos processos, link de consulta processual e à planilha para download.

Para ter acesso às estatísticas globais do órgão, incluindo informações financeiras e de recursos humanos referentes ao período 2007-2017, basta clicar no ícone “Publicação” para visualizar a íntegra da publicação “CNJ em Números”.

Todas as informações do aplicativo são do Processo Judicial Eletrônico (PJe) do CNJ e são atualizados diariamente.
Luciana Otoni

Fonte: Agência CNJ de Notícias



NOTA DE RESPONSABILIDADE:
As notícias aqui veiculadas visam unicamente transmitir informações oriundas das fontes indicadas. A Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Rio Grande do Sul (ARPEN-RS) se exime e não assume qualquer responsabilidade pelo teor do conteúdo publicado, posto que as publicações explanadas não representam necessariamente o posicionamento da diretoria desta Associação. Os assuntos ora veiculados, são de responsabilidade única e exclusiva de quem os subscrevem.
Espaço do Associado
Entrar


ARPEN-RS - Rua Cel. Genuíno, 421 - Sala 302 - 3º andar - Centro Histórico - 90010-350 - Porto Alegre - RS - Telefone e Fax: (51) 3225-6428 - arpenrs@arpenrs.com.br