Notícias
Clipping – Engeplus - Mercado de casamentos supera a crise e aquece a economia
Empresários do ramo comemoram o aumento no número de casamentos e no gasto médio por festa

A palavra crise passou longe de um mercado que movimenta bilhões de reais anualmente no Brasil. Quem trabalha com casamentos está comemorando um crescimento nas vendas e no ticket médio por casal. De acordo com uma pesquisa feita pelo IBGE, o Brasil registra mais de 1 milhão de casamentos por ano. Uma média de 3 mil casamentos por dia.

Segundo o mesmo estudo do IBGE, entre 2013 e 2016 houve um crescimento de 25% nos gastos com festas e cerimônias de casamento. A média de crescimento desde 2014 é de 10,4%. As regiões Sul e Sudeste são as que mais registram casamentos formais no país. No Sul, 66% dos casais realizaram casamentos civil e religioso, e 34% escolheram a união consensual. Isso, é claro, fomenta um mercado que possui empresários em todos os setores envolvidos nessa grande festa.

Uma das maiores preocupações de noivos e noivas é com a organização do casamento. Enviar convites, gerenciar lista de convidados, confirmar presenças, montar a lista de presentes, são algumas dentre tantas outras atribuições. Para ajudar a coordenar todas essas tarefas, o mercado da tecnologia apresenta algumas soluções bem interessantes, e passa a ser mais um fornecedor do mercado de casamentos.

Sites de casamentos como o Willu, que possui aplicativos para android e iOS, auxiliam em quase todas as tarefas de organização do grande dia. Desde um checklist de tudo o que precisa ser feito, até a confirmação de todos os convidados por meio de uma chamada de voz gravada pelos próprios noivos.

Outro destaque desse aplicativo é a lista de presentes inteligente, que é gerada de forma automática pelo site, de acordo com o perfil preenchido pelos noivos. A lista é totalmente personalizável, e o casal pode modificar valores, excluir ou criar novas opções de presentes, que podem ser eletrodomésticos, móveis, viagens, etc. Quando os convidados compram pelo site do Willu, o casal recebe o valor, e não o objeto. “Assim, eles podem escolher o que querem fazer com o dinheiro, com total liberdade, sem o inconveniente de receber presentes repetidos ou indesejados”, destaca Guilherme Carneiro Lopes, um dos sócios do negócio.

Para um mercado em ascensão, a união com a tecnologia é um grande passo para um crescimento ainda maior. Já para aqueles que adoram inventar desculpas para adiar o casamento, a dificuldade na organização é uma desculpa a menos.

Fonte: Engeplus

NOTA DE RESPONSABILIDADE:
As notícias aqui veiculadas visam unicamente transmitir informações oriundas das fontes indicadas. A Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Rio Grande do Sul (ARPEN-RS) se exime e não assume qualquer responsabilidade pelo teor do conteúdo publicado, posto que as publicações explanadas não representam necessariamente o posicionamento da diretoria desta Associação. Os assuntos ora veiculados, são de responsabilidade única e exclusiva de quem os subscrevem.
Espaço do Associado
Entrar


ARPEN-RS - Rua Cel. Genuíno, 421 - Sala 302 - 3º andar - Centro Histórico - 90010-350 - Porto Alegre - RS - Telefone e Fax: (51) 3225-6428 - arpenrs@arpenrs.com.br