Notícias
Clipping - Conjur - MP paulista regulamenta uso do nome social por pessoas trans na instituição
O uso do nome social por pessoas travestis e transexuais agora é liberado no Ministério Público de São Paulo. A Instrução Normativa 01/2018, publicada na sexta-feira (22/6), regulamenta que a regra vale desde as provas dos concursos públicos.
Ainda segundo o texto, esse respeito deve acontecer em qualquer interação com pessoas trans, da portaria ao atendimento do cidadão nas promotorias; dos elevadores aos banheiros.

A instituição também lançou a cartilha Direito e Diversidade, reunindo artigos sobre a abordagem de gênero nas escolas, o cenário dos registros civis das pessoas transgênero, questões de saúde e a aplicação da Lei Maria Penha. Com informações da Assessoria de Imprensa do MP-SP.
Clique aqui para ler a instrução.
Clique aqui para ler a cartilha.

Fonte: Conjur
NOTA DE RESPONSABILIDADE:
As notícias aqui veiculadas visam unicamente transmitir informações oriundas das fontes indicadas. A Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Rio Grande do Sul (ARPEN-RS) se exime e não assume qualquer responsabilidade pelo teor do conteúdo publicado, posto que as publicações explanadas não representam necessariamente o posicionamento da diretoria desta Associação. Os assuntos ora veiculados, são de responsabilidade única e exclusiva de quem os subscrevem.
Espaço do Associado
Entrar


ARPEN-RS - Rua Cel. Genuíno, 421 - Sala 302 - 3º andar - Centro Histórico - 90010-350 - Porto Alegre - RS - Telefone e Fax: (51) 3225-6428 - arpenrs@arpenrs.com.br