Notícias
Um ano de Migueis e Alices
Cartórios divulgam as listas de nomes mais registrados em 2017. Enzo bombou nos memes, mas está apenas em oitavo lugar entre os nomes masculinos.

Apesar de ter bombado nos memes na internet em 2017, o nome Enzo não foi o mais popular nos cartórios de 15 estados brasileiros e do Distrito Federal. O campeão de registros no ano foi Miguel, entre os nomes masculinos. No ano foram cerca de 26 mil novos Migueis no Brasil. O bíblico tem origem hebraica. Entre os nomes femininos, o maior número de registros foi Alice, com 18.508.

Os números foram divulgados em dezembro passado, e são resultados de um levantamento da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-BR), que considerou os registros realizados entre janeiro e 10 de dezembro de 2017.

Entre os nomes femininos Valentina (13.193) e Helena (12.615), vem na sequência em segundo e terceiro lugar. Já entre os meninos, os nomes Arthur (21.161 registros) e Davi (15.372) aparecem em segundo e terceiro lugar entre os mais escolhidos este ano. Nascido em dois de fevereiro de 2017, o pequeno Arthur Godoy, foi uma das mais de 21 mil crianças registradas com o nome Arthur em 2017.
Segundo sua mãe, Emanuele De Faveri Godoy, ele poderia ter se chamado Benício, Benito e Benjamim, alguns dos nomes estiveram na lista de possibilidades, mas foram descartados. Ela conta que até seu oitavo mês de gestação o nome ainda não estava definido.

Emanuele lembra ainda que ela e o marido, o publicitário Varderlei Godoy, queriam um nome curto, e menos suscetível a apelidos. A sugestão veio da avó materna, que havia sonhado com o nome, reforçado pela análise da numerologia. “A gente gostou do nome e também pelas coisas que esse nome vai trazer para a vida dele. O mapa numerológico é bem extenso, mas basicamente seria sobre ele ser uma pessoa carismática, idealista, bondosa e solidária”, justifica a mãe.

Compostos

Segundo o levantamento da Arpen-BR, entre os nomes compostos, os mais escolhidos foram Maria (80.192) e João (44.450). Maria tem 885 variações de registro, com destaque para Maria Eduarda. O nome João aparece com 154 variações, com João Miguel sendo a principal. A pesquisa mostra ainda que Enzo, com ou sem variações, está entre os nomes considerados mais populares para os meninos.

Nomes como Liliana, Sônia e Régis, caíram em desuso, pelo menos em 2017. Riquelmi, Moa, Darcksson, Ambar, Iasã, Zeonilde, Dã, Steice e Donald, foram alguns dos nomes curiosos apontados pelo levantamento. A pesquisa foi baseada em informações enviadas à Central de Informações do Registros Civis Nacional pelos estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paraná, de São Paulo, do Espírito Santo, de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás, do Distrito Federal, de Rondônia, do Acre, Amapá, de Roraima, do Ceará, de Pernambuco e Alagoas.

Fonte: Diário do Sudoeste

NOTA DE RESPONSABILIDADE:
As notícias aqui veiculadas visam unicamente transmitir informações oriundas das fontes indicadas. A Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Rio Grande do Sul (ARPEN-RS) se exime e não assume qualquer responsabilidade pelo teor do conteúdo publicado, posto que as publicações explanadas não representam necessariamente o posicionamento da diretoria desta Associação. Os assuntos ora veiculados, são de responsabilidade única e exclusiva de quem os subscrevem.
Espaço do Associado
Entrar


ARPEN-RS - Rua Cel. Genuíno, 421 - Sala 302 - 3º andar - Centro Histórico - 90010-350 - Porto Alegre - RS - Telefone e Fax: (51) 3225-6428 - arpenrs@arpenrs.com.br