Notícias
PUCRS entrega versão inicial de aplicativo que facilitará a busca por crianças e adolescentes aptos à adoção no RS
PUCRS entrega versão inicial de aplicativo que facilitará a busca por crianças e adolescentes aptos à adoção no RS

A PUCRS entregou nessa terça-feira (19/12) ao Poder Judiciário versão inicial do aplicativo desenvolvido por estudantes da universidade, voltado para impulsionar adoções. A reunião foi realizada na unidade da Apple Developer Academy, localizada no Tecnopuc, em Porto Alegre. Agora, a Direção de Informática e Tecnologia da Informação e Comunicação (DITIC) do Tribunal de Justiça fará ajustes, adaptações e integrações da ferramenta. A previsão é de que o app seja lançado no final do primeiro semestre de 2018.

O aplicativo faz parte do projeto acadêmico Adoções, inicialmente projetado por uma parceria entre Apple Developer Academy e PUCRS. Foi desenvolvido por alunos do curso de Desenvolvimento de Softwares, da Faculdade de Informática da universidade, sob a orientação de docentes vinculados à Agência Experimental de Engenharia de Software.

O gerenciamento da ferramenta ficará a cargo do Judiciário, por meio da Coordenadoria da Infância e Juventude do RS, que, entre outras atribuições, disponibilizará o conteúdo informativo e os dados das crianças e adolescentes, bem como definirá regras e requisitos da ferramenta. A identidade visual foi realizada pelo Publicitário Mário Salgado, da Unidade de Imprensa do TJRS.

O convênio, assinado em setembro deste ano, conta ainda com a parceria do Ministério Público Estadual, que fiscalizará as ações dos usuários quando do acesso do aplicativo e contribuirá com o conteúdo informativo.

Funcionamento

As informações e imagens estarão armazenadas em uma área de acesso restrito, cujo conteúdo estará disponível apenas às pessoas habilitadas à adoção, mediante cadastro e solicitação de acesso, que será fornecido pelo Poder Judiciário. Haverá ainda um espaço destinado ao público em geral, com dados básicos e sem identificação das crianças e adolescentes cadastradas no aplicativo, bem conterá assuntos envolvendo a infância e juventude em geral.

Com a ferramenta, as famílias que estão no Cadastro Nacional de Adoção (CNA) poderão conhecer os rostos, as características e os sonhos de muitas crianças e adolescentes que ainda não tiveram a oportunidade de localizar uma família.

Hoje, no Projeto Busca-Se(R), da Coordenadoria da Infância e Juventude do RS, só é possível ter acesso a dados básicos como nome, idade, sexo, raça, condições de saúde e situação jurídica, disponibilizados em uma planilha no site da Infância e Juventude do TJRS.

Fonte: TJRS

NOTA DE RESPONSABILIDADE:
As notícias aqui veiculadas visam unicamente transmitir informações oriundas das fontes indicadas. A Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Rio Grande do Sul (ARPEN-RS) se exime e não assume qualquer responsabilidade pelo teor do conteúdo publicado, posto que as publicações explanadas não representam necessariamente o posicionamento da diretoria desta Associação. Os assuntos ora veiculados, são de responsabilidade única e exclusiva de quem os subscrevem.
Espaço do Associado
Entrar


ARPEN-RS - Rua Cel. Genuíno, 421 - Sala 302 - 3º andar - Centro Histórico - 90010-350 - Porto Alegre - RS - Telefone e Fax: (51) 3225-6428 - arpenrs@arpenrs.com.br